Please enable JavaScript to view the page content.
Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Notícia

05/06/2018-16h18

Inflação em Florianópolis medida pelo ICV/Udesc volta a subir em maio com desabastecimento

 
 Preço do limão nos supermercados subiu mais de 86%  Foto: Getty Images
O Índice de Custo de Vida (ICV) de Florianópolis voltou a subir com força em maio, com alta de 0,94%, depois de uma deflação em abril (-0,17%). Na avaliação do coordenador do cálculo do ICV/Udesc Esag, Hercílio Fernandes Neto, “Houve uma combinação entre o desabastecimento – provocado pela crise dos combustíveis – com o período de entressafra de alguns produtos, como frutas e verduras”.

Os números foram divulgados nesta terça-feira, 5, pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). O ICV é calculado mensalmente pelo Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da universidade, levando em consideração a variação média nos preços de 319 itens, entre produtos e serviços, consumidos por famílias de Florianópolis com renda entre 1 e 20 salários mínimos.

Preços

Na composição do ICV em grupos de itens pesquisados, houve aumento nos preços dos alimentos (0,94%), produtos não alimentares (0,27%) e serviços privados (1,91%). Apenas os preços dos serviços públicos e de utilidade pública se mantiveram estáveis.

Entre os alimentos, houve alta naqueles consumidos em casa (média de 0,96%), especialmente os produtos in natura (aumento de 7,81%). O limão chegou a quase dobrar de preço ao longo do mês, com alta de 86%. A cebola de cabeça, que já havia subido mais de 30% em abril, teve nova alta de 45,82%. Já a beterraba teve aumento 27,48% em maio.

Variação do índice

A variação do custo de vida em Florianópolis foi 1,11% maior em relação ao índice do mês anterior (0,94% em maio contra -0,17% em abril). A inflação também foi maior na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em maio de 2017, o ICV/Udesc Esag foi de 0,46%, menos da metade do que o registrado em maio de 2018.

Com a inflação maior em maio, o índice acumulado nos meses de 2018 quase dobrou. Até abril, o custo de vida em Florianópolis acumulava alta de 1,10%. Agora a inflação nos cinco primeiros meses de 2018 já soma 2,05%. O índice acumulado nos últimos 12 meses também subiu em maio, de 2,13% para 2,62%.

Sobre o ICV/Udesc Esag

O Índice de Custo de Vida de Florianópolis é calculado desde 1968 pela Udesc Esag, em trabalho coordenado pelo administrador Hercílio Fernandes Neto. A relevância de cada produto para o cálculo do índice foi definida por meio de uma pesquisa de orçamento familiar, também realizada pela Udesc Esag.

Os dados para o mês foram coletados entre os dias 1º e 30 de maio de 2018.

Mais informações podem ser obtidas em www.esag.udesc.br/custodevida, onde é possível consultar o relatório mensal e a série histórica do ICV/Udesc Esag desde junho de 1994.

Assessoria de Comunicação da Udesc Esag
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.esag@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8281
galeria de downloads
galeria de imagens
notícias relacionadas
 
ENDEREÇO
Av. Madre Benvenuta, 2007
Itacorubi, Florianópolis / SC
CEP: 88.035-901
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8000
E-mail: comunicacao@udesc.br
Horário de atendimento: 13h às 19h
          ©2016-UDESC